Crocs – o calçado fenômeno

É difícil alguém no mundo moderno que já não tenha visto uma sandália Crocs, pois é um fenômeno mundial de vendas. Muitos questionam a real beleza e se realmente não produzerm “cheiro”, mas o fato é que eles estão nos pés de muita gente, e em especial em muitas celebridades, o que com certeza impulsionou as vendas mundiais da marca.

O surgimento da resina de células fechadas batizada de Croslite possibilitou a criação do Crocs. A Croslite trata-se de um material com um nível elevado de amortecimento, fácil limpeza e creia, pode moldar-se aos pés, por reagir ao calor do corpo.

O Crocs foi criado por três americanos, Lyndon hanson, Scott Seamans e George Boedecker em 1999. Eles como velejadores, e também executivos, viram no lançamento da resina Croslite uma oportunidade para criar um calçado para ser utilizado por velejadores. O nome Crocs vem da abreviação de crocodile, crocodilo em inglês, o que originou o crocodilo símbolo da marca.

O sucesso foi tão grande, completamente inesperado, que no seu lançamento em 2002, ao preço de 30 dólares, vendeu mil pares em 3 dias de uma feira náutica na Flórida.

Os direito sobre a resina Croslite, pertencentes a uma empresa canadense, foram comprados posteriormente pela Crocs.

Em 2003, já como um fenômeno de vendas, a empresa se profisionalizou ainda mais e lançou-se para o mundo, criando fábrica em diversos países e aumentando a linha de produtos.

Existem produtos piratas aos milhares e com preços muito inferiores, mas o Crocs legítimo, assim como a maioria dos produtos legítimos, tem um acabamento melhor e passa por um rígido controle de qualidade.

Modelos existem para todos os gostos, que tal vocês escolher um do seu gosto e passar a fazer parte dos felizes usuários dos Crocs?

Artigos Similares:

 avatar

Author: Paddy

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>