Linguagem da Internet x Língua Portuguesa

Hoje podemos nos perguntar: Qual é a linguagem da internet? Que idioma é esse? Bem, o advento da internet trouxe inúmeros benefícios mas também o seu revés nada oculto.

Os usuários da internet desenvolveram um vocabulário próprio para se comunicarem, com novas palavras, normalmente oriundas de abreviações, como “vc” para você e “nops” e “naum” para não. Hoje muitos jovens ficam mais tempo na internet, através de comunicadores instantâneos e redes sociais do que na escola, ou seja, são expostos à linguagem da internet mais do que à própria língua portuguesa.

O Resultado desse famigerado aprendizado é o surgimento de pessoas que não sabem escrever de forma correta, e não trata-se apenas de gramática, a ortografia também foi abandonada. Está ficando cada vez mais comum encontarmos pessoas escrevendo estrupo ao invés de estupro, fumo ao invés de fomos, agente ao invés de a gente e por aí vai e a lista é imensa.

A língua escrita vai evoluindo com o tempo, mas a linguagem da internet está distorcendo o sentido de evolução. Não podemos perder nossa identidade gramatical/ortográfica. Mais uma vez vemos a importância da educação de base, que começa lá atrás, com os ditados e correções feitas por professores capacitados.

A leitura é outro ponto importante, pois formamos nosso vocabulário daquilo que lemos e ouvimos, mas se lermos e ouvirmos a forma errada, fatalmente escreveremos também errado. A linguagem da internet não precisa ser diferente da língua portuguesa, se cultivarmos o hábito da leitura sadia, estaremos enriquecendo nosso vocabulário de forma adequada, não é difícil. Nossa língua não é das mais simples, mas é isso que a torna tão bela.

Artigos Similares:

 avatar

Author: Paddy

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>