Pega o guarda chuva que vai chover!

Quem não falou esta frase pelo menos uma vez na vida? Acredito que todos, pois o guarda chuva tornou-se um acessório indispensável, sendo impossível imaginar que alguma pessoa não o use ou já não tenha usado. Afinal, todos precisam se proteger naqueles dias chuvosos.

Mas você sabe quem o inventou? E a partir de quando esse magnífico acessório passou a ser utilizado? Então vamos lá.

Na Mesopotâmia há 3400 anos já existiam artefatos destinados para proteger a cabeça dos reis (eles protegiam do sol) eram feitos de folhas de palmeiras plumas e papiros.

No Egito, já adquiriram significado religioso e em Roma era tido como artigo exclusivamente de uso feminino.

A obstinação do comerciante inglês Jonas Hanway, um apaixonado por guarda chuva, (versão inglesa do guarda-sol tropical), no século XVIII conseguiria torná-los dignos também de um gentleman. Embora ridicularizado em vida, após sua morte, em 1786, os ingleses aceitaram sair à rua munido do acessório nos frequentes dias de chuva.

No Brasil o guarda chuva ou sombrinha como também é chamado, faz parte da coreografia de uma dança folclórica conhecida, o Frevo, bastante executada durante o carnaval em Pernambuco.

Já no Japão, onde a tecnologia cresce a cada segundo, o estudante universitário Takashi Matsumoto, mostra um protótipo de guarda chuva que exibe imagens e se conecta com a internet. Chamado “Pileus”, ele tem um mini projetor aclopado ao cabo que baixa imagens da rede e as projeta no tecido.


Artigos Similares:

 avatar

Author: Rosana

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>